Pesquisar no Fomigóides

sábado, 11 de dezembro de 2010

Formigueiro de Tubos

Mexendo hoje pelo Youtube, encontrei esse video, o qual achei realmente muito bom!
Essa é uma colônia de Lasius niger com um ano de idade



começo do ano que vem, vou ver se construo um desses formigários do tipo sanduiche!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Formigários de Ytong ou Concreto Celular


Esse para mim é um dos tipos de formigário mais interessantes para se fazer a criação limpa.
O concreto celular ou cimento aerado, popularmente conhecido no exterior pela marca Ytong, é um tipo de concreto vendido já em blocos, o qual é utilizado para atenuar o peso de grandes construções. Por ser de fácil modelagem, é muito utilizado na area artesanal para diversos tipos de esculturas. Para nós ele possui não só a vantagem de ser fácil de ser esculpido, como também é bom para controlar os níveis de umidade do mesmo, já que por ser poroso, absorve a água e a leva diretamente para dentro do formigueiro.



Para a montagem de formigários, ele é muito simples e fica com um visual bem interessante.
Primeiramente você precisa do bloco de concreto celular. Esse normalmente é encontrado a venda em lojas de construção. Eles são vendidos em tamanhos variáveis. Qual você deverá comprar depende de como fará o corte e do projeto em geral. No meu caso, comprei um de aproximadamente 7 cm de profundidade.

Montagem:

Com uma serrinha, corte um pedaço do bloco. No meu caso já cortei o bloco em tres partes, para utilizar os dois pedaços maiores para fazer os formigueiros.



Agora voê já tem o bloco no qual será montado o formigueiro. Com uma lixa, arrume as imperfeições nas faces do bloco. Não precisa ficar lisinho, isso eu faço somente porque os detalhes que vem no própio concreto as vezes são muito altos e porque depois de serrado as laterais normalmente não ficam com aparencia muito interessante.



Agora vem a parte divertida! Com a ajuda de uma chave de fenda, ou aqualquer outro metal, vá fazendo os túneis e camaras do formigário, lembrando de fazer um caminhos perto de uma das paredes, onde será feita a conexão com a caixa de forragem. Nesse caso eu utilisei uma microretífica para esculpir.



Como esse formigário ainda não possui uma rainha específica para habitar, eu ainda não o terminarei. Então vou mostrar um outro que tenho aqui, agora em desuso.
Este eu montei dois formigários em um só bloco. Como pode-se ver, ele não é muito grande, já que foi feito para espécies pequenas.



Foi feito um furo em cada formigueiro, o qual seria utilizado para conectar a camara externa.



Utilizando cola de silicone para aquarios, cole o vidro em cima. Tome cuidado para que ele fique bem vedado e caso não encontre silicone próprio para aquarios, pode-se utilizar outros tipos também, evitando-se o uso dos que contém anti mofo ou outros produtos do tipo, que podem ser danosos a certos tipos de formiga.



Agora faça um encaixe na área de baixo para um pote. Este pote será onde você colocará agua para controlar a umidade da colônia.







Pronto! Agora você só precisa de novas inquilinas!
Algumas pessoas colam uma madeira ou plástico por baixo, para que quando o concreto absorva água, ele nao molhe a mesa e para evitar que possiveis pancadas venham a quebra-lo. Comigo nunca tive esse problema, mas caso ache necessário, também é uma boa pedida!



Algumas observações:

O concreto celular, na hora em que você o estiver moldando, irá soltar um pó bem fino, que poderá sujar todo o local, então não é muito aconselhavel manejá-lo dentro de casa. Uma coisa que pode ajudar é molha-lo antes de começar a mexer nele, mas mesmo assim ele ainda soltará pó!
Depois de um tempo, algumas pessoas reclamam que ele não absorve mais a água com tanta eficiência como no começo. Isso é normal e é causado pelo fato de que quando a água é absorvida, ela vai depositando pelo caminho os minerais que carrega, fazendo com o tempo com que o concreto fique "entupido", mas isso leva um bom tempo, e mesmo assim ainda acho que ele continua melhor que o gesso em questão de absorção.
Não se esqueça que este é somente um exemplo! use sua imaginação na hora de montar o seu! Muitas pessoas utilizam o formigario de pé ou na posição de quadro que também da um resultado estético bem interessante.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Formigário de capa de CD

Bom,
Existem várias maneiras de se montar formigários, e com imaginação pode-se criar coisas realmente bem interessantes e úteis.
Ultimamente, com todas as revoadas e novas rainhas sendo adquiridas, tudo que eu vejo, penso como poderia ser utilizado na construção de um formigário.
Achei no Youtube esses videos mostrando como montar um formigário a partir de capinhas de CD. Fica bem interessante para espécies pequenas!




sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Sistema Anti-Fugas

Por serem muito pequenas, as formigas podem acabar passando pelas maioria das telas encontradas a venda por ai ou abrindo buraco pelos panos e pedaços de papel!
Vedar totalmente o terrario as vezes pode até dar certo para algumas espécies. O problema surge quando voce precisar abrir para alimentar ou fazer a limpeza. Então como podem ser feitas as barreiras para evitar fugas?
Infelizmente não existe nenhum sistema 100% contra fugas, mas existem algumas opções que funcionam na maioria das vezes:

Vaselina

Esse é provavelmente o mais popular tipo de barreira para evitar fugas de insetos, mas para formigas, a vaselina pura normalmente nao funciona como deveria. Para ter um resultado realmente interessante, o ideal seria mistura-la com óleo. O óleo é muitas vezes utilizado sozinho também, mas o interessante dessa mistura é que o óleo fica mais espesso e não escorre tão facilmente, sem falar que o cheiro não fica tão forte.


Parafina

O interessante da parafina é que ela funciona como um repelente para formigas. Utiliza-se uma camada de parafina líquida que tem por vantagem ser transparente e inodora.


Óleo

Pode ser utilizado tanto o vegetal como o mineral, mas o ideal ainda seria o mineral, pois ele não se degrada com o tempo, e os vegetais além de possuirem cheiro, com o tempo podem dar fungo, o que seria extremamente indesejado em uma colonia, mas que pode ser utilizado por pouco tempo, em casos de emergencia.
É sempre importante fazer uma camada fina, para evitar que o óleo escorra para o ninho e ficar sempre de olho, pois com o tempo as formigas acabam depositando sedimentos por cima do óleo, o que acaba por funcionar como ponte para fugas.


Água


Uma técnica bem interessante. Formigas não gostam de agua naturalmente por não saberem nadar, então acabam preferindo manter distancia.
A técnica seria basicamente de montar o formigueiro como se fosse uma ilha, rodeando-o todo com aguá.
O problema dessa técnica é que muitas formigas acabam caindo sem querer na água, o que pode gerar problemas como perda de individuos da colonia por afogamento ou até mesmo fugas, visto que quando elas caem na água, a tendencia é de tentar sair, e caso consigam, não é garantido que sairão pelo lado do formigueiro. O que pode ser feito são pequenas escadas no formigueiro feitas de tela ou papel para ajudar as formigas a subirem de volta caso caiam.


Talcohol

Essa é uma das técnicas mais utilizadas. Consiste de uma mistura de talco com alcool, onde depois de aplicado , o alcool evapora, deixando somente uma fina camada de talco. O talco funciona como uma barreira, impedindo que as formigas consigam aderir nas paredes.
A mistura é feita de duas partes de alcool para uma de talco, lembrando que isso não é regra. Procure deixar-lo com consistencia líquida e não pastosa, para que realmente tenha efeito e na hora da aplicação. O ideal seria passar uma camada bem fina, pois camadas grossas acabam não funcionando direito. se for aplicar em terrarios fechados, espere até que o alcool tenha evaporado completamente para poder fechar, pois ele pode acabar intoxicando as formigas caso não se tome a devida precução.
Esse sistema é provavelmente o mais seguro citado até agora, utilizado muitas vezes inclusive em terrarios que ficam totalmente abertos, mas lembrando que nenhum sistema funciona 100% com todas as espécies, é sempre bom ficar de olho. Com a umidade, ele acaba perdendo a eficácia, sendo bom sempre ficar de olho para ver se ainda está tudo como deveria.


Lembrando sempre que nenhuma técnica é completamente infalível, e com o tempo normalmente vai perdendo a eficácia tendo que ser feita a manutenção constantemente para evitar fugas.

*Os sistemas descritos aqui, com exceção da agua, devem ser passados pelas bordas internas.

domingo, 28 de junho de 2009

Formigas acabando com uma lagartixa!

Achei esse video no Youtube
incrível como elas limpam todo o animal


video

sexta-feira, 26 de junho de 2009

XIX Sinpório de Mirmecologia!

Formigas Carpinteiras

Nome científico: Camponotus spp.

Espécie muito interessante para criação em formigários por ter um tamanho relativamente grande e pelo ninho se adaptar facilmente ao estilo de criação limpa. A rainha mede em torno de 20mm. São polimórficas (polimorfismo é a ocorrência de tamanhos muito distintos entre as formigas) , medindo em média, de 3 a 17 milímetros. Sua coloração varia do amarelo claro ao preto. Pode ser tanto monogínicas (uma rainha) como poligínicas (várias rainhas). Suas colonias pode chegar a milhares de indivíduos (em média 2.500 indivíduos). Existem espécies de habitos diurnos e noturnos. Basicamente, para todos os gostos!
São tidas como pragas, pois gostam de fazer seus ninhos em madeira (daí o nome carpinteiras), destruindo mobílias, portas e afins, mas tambem fazem ninhos em aparelhos elétricos, livros e qualquer outra coisa que tiver alguma estrutura na qual possam tomar vantagem.
Algumas vezes constróem apenas ninhos paralelos dentro das casas, tendo seus ninhos principais em arvores, onde fica a formiga rainha com a qual mantem uma ligação.
Vivem de 2 a 6 meses, a rainha pode chegar a 20 anos!
Estão divididas em castas de rainha, trabalhadoras, soldados (trabalhadoras grandes) e machos alados.

Alimentação
Não se alimentam de madeira ao contrário do que muitos imaginam. Sua alimentação consiste basicamente de insetos e seiva doce de plantas. Elas possuem um esofago muito comprido e fino, o que lhes impede de se alimentar de certos tipos de sólidos.
Se alimentam também de substâncias açucaradas, ovos, carnes, sementes, fungos, honeydew (liberado por animais como pulgões), néctar e moscas.
Sua alimentação favorita em cativeiro é de mix de mel (1/2 de mel para 1/2 de água), insetos, frutas, sucos e doces.

Fatos interessantes

Formigas carpinteiro estão se tornando mais rara, uma vez que seu habitat natural esta sendo destruido rapidamente.
Não possuem ferrão, mas são capazes de esguichar ácido fómico.
Uma colonia de formigas carpinteiras demoras alguns anos para se desenvolver completamente.
Colonias ja desenvolvidas possuem ninho principal, onde fica a rainha e a maioria dos ovos e ninhos satélites, que seriam os que mais aparecem em casas (até dez).
Temperatura ideal: por volta dos 25
° C.






Castas:

Canto esquerdo de cima: Fêmea com asas
Canto direito de cima: macho com asas
Canto esquerdo de baixo: trabalhadora pequena
Meio em baixo: trabalhadora média
Canto direito de baixo: trabalhadora grande (Soldado)